Os desafios do isolamento social: como ajudar o adolescente a lidar com este momento



Já são mais de 60 dias desde o início desse “novo normal”, que transformou o jeito de viver de mais de 1/3 da população mundial. Tudo o que nos cerca foi modificado tão velozmente, desafiando as famílias a manterem a mente (cognição) e o coração (as emoções) equilibrados durante esse período de isolamento social que, por enquanto, não há data prevista para o fim. E se não está sendo fácil para os adultos, para os adolescentes, pode ser ainda mais difícil. E como ajudá-los?


É importante viver esse momento da forma mais leve possível, para isso, pontuamos algumas atitudes benéficas para que os pais possam auxiliar os seus filhos a lidarem com esse novo desafio:


  • Traga compreensão para que entendam o nível da gravidade gerado em consequência da pandemia (COVID-19), na qual o mundo está lutando, que o momento requer cuidado;

  • Uma alternativa é o diálogo. Dialogar com o adolescente, é dar a ele a oportunidade de se expressar sem medo de se expor. É um bom caminho para os pais, ouvirem seus filhos e conhecerem o que eles pensam e no que acreditam. Pode ser que na primeira vez não seja fácil, mas não desanime, crie estratégias e faça disso um hábito em sua casa;

  • Aproveite as oportunidades dos momentos juntos, um para com o outro e, um com o outro. Crie momentos coletivos, busque ideias que se encaixem ao perfil da sua família, potencialize a união que o momento demanda, e surpreenda-se com as coisas boas que descobrirão;

  • Construa juntos a nova rotina da família, com regras, horários, afazeres da casa, incluindo atividade física e estudos, de forma que o adolescente se sinta parte, mas não como um soldado em campo de batalha, nem como um hóspede numa colônia de férias (afinal não estamos de férias). É hora de trabalharmos em casa, valores, empatia, solidariedade e generosidade;

  • Seja um incentivador (mas cobre). Os adolescentes necessitam de um acompanhamento para que se tornem autônomos e protagonistas. Não basta pedir mil tarefas e deixar que eles se organizem, uma das características da fase adolescente é a procrastinação, em que muitos tem iniciativa, mas costumam não finalizar o que começaram. O papel dos pais é ampará-los e acompanhar os resultados;

  • As competências socioemocionais são exigidas para esse novo normal que estamos vivendo, como a capacidade de enfrentarmos coisas com as quais não estávamos acostumados. Reagimos com esforço, resiliência, busca por conhecimento e protagonismo;

  • Viva um dia de cada vez, em meio ao turbilhão de informações, emoções e novidades, é importante substituir a ansiedade e o medo, pela esperança e paciência.


Sabemos que são dias trabalhosos e muitas vezes angustiantes, tanto para os adultos como para o universo do adolescente, mas existe sim um caminho como disse "Leline" em forma de canção: A gente espera do mundo e o mundo espera de nós, um pouco mais de paciência". Basta esperarmos por dias melhores, com paciência e esperança. Que nossos adolescentes estejam preparados para receberem esse novo tempo.




50 visualizações
Centro Educacional Cristão Antenor Thomazi

COLÉGIO CRISTÃO ANTENOR THOMAZI - Educação Básica

contato@athomazi.com.br

Tel: 15 3243-2299 | 3247-2084

Whatsapp: 15 98118-0048

BETTER - Cursos

Profissionalizantes

contato@bettercursos.com.br

Tel: 15 3019-7926

Whatsapp: 15 99675-4421

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda - Sexta: das 7h -18h

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda - Sexta: 8h - 21h

Sábado: das 8h - 17h

Copyright ©2017 direitos reservados. Desenvolvido por BUL COMUNICAÇÃO.

REDES SOCIAIS

  • Facebook CECAT
  • Instagram CECAT
  • YouTube CECAT

ENDEREÇO

Av. São João, 647 - Jd. Icatu - Votorantim / SP